Por favor utiliza este link para citar o compartir este documento: http://repositoriodigital.academica.mx/jspui/handle/987654321/420861
Título: Separação entre propriedade e controle e sua relação com desempenho e valor de empresas brasileiras: onde estamos?
Palabras clave: Administración y Contabilidad
Estrutura de Propriedade e Controle
Desempenho
Valor
Editorial: Universidade de São Paulo
Descripción: Inicialmente, esta investigação realiza um diagnóstico da situação atual da estrutura de propriedade e controle das empresas brasileiras de capital aberto negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo nos anos de 2004, 2006 e 2008. Em seguida, busca identificar uma possível relação entre a concentração de direitos de voto e a concentração de direitos sobre o fluxo de caixa com desempenho e valor das empresas. Para tanto, utiliza a análise de dados em painel visando relacionar variáveis de estrutura de propriedade e variáveis de desempenho/valor (Q de Tobin, Retorno sobre o Ativo e Price to Book Ratio). Como resultados, percebeu-se que no Brasil ainda há alta concentração de controle em poder de poucos acionistas. No entanto, o percentual de empresas com esse perfil vem diminuindo no período estudado. A razão capital votante sobre capital total também vem se reduzindo, o que é positivo para a governança corporativa. Os acionistas de empresas familiares, de empresas de capital privado e estatais vêm perdendo espaço na composição acionária das organizações, dando lugar aos acionistas institucionais, estrangeiros e acionistas pulverizados. No que tange à relação entre estrutura de propriedade e valor/performance, constatou-se que firmas com estrutura mais concentrada possuem menor valor e menor desempenho.
Other Identifiers: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=235230527006
Aparece en las Colecciones:Revista de Contabilidade e Organizações

Archivos de este documento:
No hay archivos asociados a este documento.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.