Por favor utiliza este link para citar o compartir este documento: http://repositoriodigital.academica.mx/jspui/handle/987654321/415067
Título: A Educação Infantil e os Organismos Internacionais: Quando Focalizar não é Priorizar
Palabras clave: Educación
Educação Infantil
Políticas Públicas
Organismos Internacionais
Editorial: Arizona State University
Descripción: O objetivo desse trabalho é analisar as indicações para a educação infantil presentes em três projetos implementados na América Latina: a Agenda Ibero-americana para a Infância e a Adolescência (AIIA), o Programa Iberoamericano de Educação (PIE) e o Projeto Regional de Educação para América Latina e Caribe (PRELAC), coordenados respectivamente pela OEI, OEA e UNESCO. A partir do referencial de análise de política de Roger Dale e dos estudos de Shiroma, Campos e Garcia para analisar os documentos selecionados, partimos do pressuposto da existência das relações entre globalização, organismos internacionais e governos locais. Segundo as indicações presentes nos projetos analisados, a educação infantil é uma importante estratégia no combate a pobreza e um meio para promover a equidade. A ênfase reside em medidas compensatórias e focais destinadas as crianças e famílias em situação vulnerável afastando e suplantando a concepção da educação infantil como um bem público de direito de todas as crianças e famílias.
Other Identifiers: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=275029728018
Aparece en las Colecciones:Education Policy Analysis Archives/Archivos Analíticos de Políticas Educativas

Archivos de este documento:
No hay archivos asociados a este documento.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.