Por favor utiliza este link para citar o compartir este documento: http://repositoriodigital.academica.mx/jspui/handle/987654321/280186
Título: A AIDS de nossos dias: quem é o responsável?
Palabras clave: Psicología
AIDS
atribuição de causalidade
crença no mundo justo
resposta de combate
responsabilidade pessoal
Editorial: Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Descripción: Investiga-se a problemática da AIDS, com apoio na teoria das perspectivas divergentes (Jones Nisbett, 1972) e na crença no mundo justo (Lerner, 1975). Pretende-se demonstrar que a interpretação desse evento vitimador pode variar ao se considerar a pessoa infectada (o ator, que adota causas externas) ou o médico (o observador, que usa causas internas ao ator); que atores e observadores diferem quanto à crença no mundo justo; e que as respostas de combate à doença dependem da atribuição feita pelos pacientes. Participaram da pesquisa 191 portadores de HIV/AIDS e 200 médicos, que responderam ao questionário de atribuição de causalidade e à escala de crença no mundo justo. Os resultados evidenciaram diferenças nas atribuições de atores e observadores nas direções preconizadas e o importante papel mediador da atividade atributiva no enfrentamento do infortúnio. Discute-se a utilidade dos achados para a prática dos profissionais de saúde que lidam com os soropositivos.
Other Identifiers: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=26190118
Aparece en las Colecciones:Estudios de Psicologia

Archivos de este documento:
No hay archivos asociados a este documento.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.