Por favor utiliza este link para citar o compartir este documento: http://repositoriodigital.academica.mx/jspui/handle/987654321/103873
Título: Observing responses in pigeons exposed to response-independent food presentations
Respostas de observação em pombos expostos a apresentações de comida independente de resposta
Autores: 
Palabras clave: Observing response; conditioned reinforcement; uncertainty-reduction model; delay-reduction model
Resposta de observação; reforçamento condicionado; modelo da redução da incerteza; modelo da redução do atraso
Fecha de publicación: 3-Oct-2012
Editorial: Facultad de Estudios Superiores. Iztacala
Descripción: Research in observing behavior has faced divergences regarding the discriminative stimulus of lower probability of reinforcement (S-), which may or may not function as conditioned reinforcers. Historically, these divergences led some authors to suggest possible species-specific aspects of a conditioned reinforcement by S-, as well as to raise theoretical models of conditioned reinforcement. No doubt, it is a research area that has accumulated an expressive amount of data along more than half a century; however, such a production has been markedly non-systematic, especially in its methodological aspects. This fact makes it difficult, or even prevents, controlled comparisons among findings. For this reason, the present paper reviews a set of experiments carried out with pigeons exposed to a procedure in which food was delivered independently of responses and observing responses produced stimuli correlated with either the presence or the absence of food. Based on the results, the species-specific hypotheses could not be maintained. Besides, the findings do not support the current models of conditioned reinforcement, at least in their isolated forms. It seems important that variables related to the observing responses be analyzed in a broader assessment that could eventually integrate different aspects of distinct theoretical positions.
Pesquisas sobre respostas de observação convivem com divergências em relação ao estímulo discriminativo de menor probabilidade de reforçamento (S-), o qual, por vezes, pode ou não demonstrar funções reforçadoras condicionadas. Historicamente, estas divergências levaram autores a sugerir a existência de possíveis especi fi cidades entre espécies quanto ao valor reforçador condicionado de S-, bem como a buscar modelos teóricos de reforçamento condicionado. Trata-se, sem dúvida, de uma área de pesquisa que acumula uma produção volumosa ao longo de mais de meio século, porém é marcadamente assistemática, especialmente em seus aspectos metodológicos. Isso di fi culta, ou mesmo impede, comparações controladas entre resultados. Por essa razão, o presente trabalho reúne um conjunto de experimentos coletados em um processo sistemático de investigação em que pombos foram expostos ao procedimento em que comida era liberada independentemente do responder e respostas de observação produziam estímulos discriminativos de presença ou ausência de alimento. A partir dos resultados relatados, não se mantém a hipótese acerca das diferenças entre espécies. Além disso, os achados não sustentam os modelos teóricos vigentes, ao menos quando tomados isoladamente. Aparentemente, é importante que se faça uma avaliação mais ampla das variáveis envolvidas nas respostas de observação que, eventualmente, venha até mesmo a integrar diferentes aspectos de posições teóricas distintas.
Other Identifiers: http://revistas.unam.mx/index.php/acom/article/view/24303
Aparece en las Colecciones:Acta Comportamentalia: Revista Latina de Análisis del Comportamiento

Archivos de este documento:
No hay archivos asociados a este documento.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.